segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Centros comerciais são universais

Não há nada como uma tarde passada num centro comercial e um filme visto no cinema para nos sentirmos em casa.

Centros comerciais são templos ao consumismo. Digo isto sem qualquer espécie de crítica. Marcas multinacionais como a Zara, a Bershka ou a Accessorize fazem-me sentir numa espécie de lugar fora do espaço geográfico onde realmente se encontram. Não estou em Portugal, mas também não estou bem em Londres. Estou num espaço uniformizado que me é familiar, portanto senti-me em casa. Se não como explicar que quando saí da sala de cinema esperei sinceramente começar a ouvir português à minha volta?

A bolha ilusória só rebentou quando as lojas fecharam todas as 6 da tarde. Nenhum centro comercial que se preze em Portugal fecharia tão cedo.






S.

Sem comentários:

Publicar um comentário