quinta-feira, 24 de novembro de 2011

"Um dia vou levar-te à América..."

A nossa língua materna reserva para nós sensações que mais nenhuma língua consegue despertar, por melhor que a conheçamos, por melhor que a falemos e compreendamos. A nossa língua materna desperta-nos sentimentos crus e vivos precisamente porque está associada às experiências que vivemos no nosso passado. E isso é algo que nenhuma língua estrangeira pode igualar.




Uma das músicas mais românticas que conheço. Fiquei apaixonada desde que a ouvi pela primeira vez na rádio, sem fazer ideia nenhuma de quem era.

Continuo sem fazer ideia nenhuma de quem é ("Os Azeitonas", não faço a mínima) e continuo apaixonada por ela.

Só em português podia esta letra fazer sentido e ser considerada romântica: "Anda comigo ver os aviões levantar voo / A rasgar as nuvens / Rasgar o céu".

Uma vénia a quem ainda tem a coragem de escrever e cantar em língua portuguesa.



S.

Sem comentários:

Publicar um comentário